quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

No meu tempo de criança...


A véspera de Natal era passada na casa dos meus avós. Havia rabanadas, leite creme, aletria e bolinhos de bolina que nunca ninguém comia, mas que eram da praxe...

Lá não havia chaminé para o Pai Natal entrar, mas não era por isso que ele não vinha.

Eu e o meu irmão estávamos sossegados à espera de ouvir um barulhinho estranho que nos fizesse suspeitar que o Pai Natal já tinha passado por lá... E os presentes apareciam como que por magia numa bacia dentro da banheira... E eu olhava para um buraco no teto que servia de respiro à casa de banho e tinha quase a certeza absoluta que ele tinha entrado por ali...

E tinhamos só meia dúzia de presentes e éramos felizes... os presentes de toda a família cabiam numa bacia da roupa!

É do que me lembro dos Natais da minha infância... Não de nenhum presente em particular, mas sim daquele ritual que os adultos faziam questão que acontecesse para dar a grande magia a esta época.

As pessoas falam tanto da crise, e não se lembram que o que importa não são os presentes caros, nem até o bacalhau mais grosso ou o queijo da serra mais puro. O que importa é a magia que podemos dar a esta época. E essa não há ninguém que a possa levar, ela está dentro de nós.

3 comentários:

Ju disse...

É tão verdade! E adorei os rituais da tua família, os presentes na banheira são o máximo! Quando tiver filhos um Natal vou surpreendê-los e vão as prendas para a banheira! :D

O mais importante é a magia que nós próprios criamos, não há dúvida.

Feliz Natal! *

MC disse...

Concordo plenamente, tb tenho bastantes boas memorias de natais nos meus avós e o que ficou foi mesmo a memoria do convivio e da magia.
:)

Big curves disse...

Era linda essa sensação de que o pai natal tinha mesmo lá passado. A procura por ele...nós abrimos os presentes no dia 25, o pai natal vinha sempre de noite e eu lembro-me de me custar a adormecer de ansiedade.
E no dia seguinte, a minha mãe ir acordar-nos a dizer para irmos abrir as prendas, e todos de pijama irmos até à árvore de natal. E lá estavam elas...o pai natal tinha mesmo passado por ali.
Adoro :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...