sábado, 19 de março de 2011

Às vezes pergunto-me...

... se estou a sabotar a minha filha. E preocupo-me... muito. De há algum tempo para cá acho que a Bibi anda a comer em muita quantidade.

Por um lado ela é uma criança que não gosta de doces (só chocolate e bolachas de chocolate), não gosta de refrigerantes, nem de gomas, nem de batatas fritas ou haburgueres. Come sopa todos os dias da semana ao almoço e ao fim de semana ao jantar.

Por outro lado gosta de comer bastante arroz e massa, nem que seja sem acompanhamento, bem mais do que eu como e isso faz-me sentir culpada.

Ela não prescinde das bolachinhas dela ao lanche, nem do leite achocolatado... e é aí que eu às vezes penso se não estarei a sabotá-la. Sinto que estou a apresentar-lhe esses miminhos como comida de conforto. Mas por outro lado, isto faz parte de ser criança, caramba...

E sim, eu sei que ela está a crescer... se calhar é normal que o apetite dela aumente. Mas será que não é agora que eu tenho de a moldar??

Eu penso que dificilmente ela chegará ao patamar que eu cheguei. Eu lembro-me de quando era miúda a comida não era tanto o excesso de doces e chocolates, mas era muito à base de fritos. A comida preferída de qualquer miúdo era bife ou salsichas com ovo estrelado e batatas fritas. Essa comida não entra nesta casa e todos nós ficamos agora enjoados com esse tipo de comida. A comida preferida da Bibi é canja de galinha.

Eu tento não passar esta minha preocupação, mas não sei o que pensar... não sei se estou a fazer uma tempestade num copo de água (o Terence acha que sim)... lá no fundo acho que as bolachinhas fazem parte da doçura da infância... Mas ao mesmo tempo sinto que se a deixar agora de rédea solta depois vai ser muito pior para ela abraçar a vida saudável.

A última coisa que eu quero é que ela comece a preocupar-se já com o peso. Preocupo-me em ajudá-a a construir uma auto-estima bem alta porque acho que isso é meio caminho andado para o sucesso na vida... E acho que até agora estamos a ser bem sucedidos...

Para já, um dos meus planos imediatos é aproveitar a chegada da Primavera e levantar o rabo do sofá! Agora com os dias maiores, depois do jantar vamos poder dar passeios à noite pelas redondezas.

Ao fim de semana quero pegar num lanche e ir simplesmente brincar. Há tantos sítios para ir brincar com uma bola, as raquetes ou a bicicleta. Podemos ir à beira-mar, ao Parque da Cidade, ao Parque do Avioso, à Quinta da Conceição, ao Parque do Cati. Há montes de sítios perto onde podemos sem dar conta divertirmo-nos e exercitarmo-nos os 3 sem ser aquela obrigação. Basta levar uma mochila com iogurtes, sandes e água.

Essa vai ser a primeira resolução da Primavera: Levantar o rabo do sofá e brincar!

12 comentários:

Waris Dirie disse...

Olá minha querida...

Passando para te desejar um lindo e maravilhos fim-de-semana, mas espero que seja também muito light e regrado.....

Espero que nunca te falte a força de vontade e a persistência, para que possas chegar ao teu objectivo...

Se 'caires'...não desanimes..também faz parte do percurso...e cada vez que 'cais' é sempre aprendizado que ganhas...

Voltarei em breve e agurado também a tua visitinha lá no meu cantinho, tá???

Se ainda não és minha seguidora, queria pedir-te o favorzinho de clicares lá do ladinho para seres minha seguidora,tá? Se já és, agradeço-te muito por isso...

Beijinhos carinhosos....

Só comigo disse...

É um dilema, certamente, saber dosear as comidas das crianças e dotá-las da consciência sobre o que devem ou não comer. Se nesses lanches conseguires incluir a fruta em vez das sandes, achas que vais ser "mandada passear"? De resto, tenta diminuir essas quantidades de massa, inventa que não há mais, não sei, ou tenta colocar mais verduras. Beijos, bom fim de semana.

Waris Dirie disse...

Olá novamente...

Tudo bem desde ontem? :)

Informo-te que o resultado do sorteio já saiu e aproveito para te dizer que tem lá no meu blog um selinho para ti!

Boa continuação...

Beijinhos

NewMe disse...

ainda não sou mãe, mas consigo perceber só pelo facto de expores esta preocupação que és uma excelente mãe e que fazes o melhor pela tua filha. vida activa, passear e brincar é fundamental para manter uma saúde de ouro para ela e para todos! aproveitem o sol :) beijinho *

Rosa Pink disse...

Hello! :) os 60's ainda não foi desta mas virão concerteza! lol.
Quanto às tuas preocupações eu entendo! se tens razão em dizer "tudo bem... é miuda" a verdade é que o que a ensinares a comer hoje vai ser o que ela se vai habituar para a vida toda! Eu não sou mãe e não sei como educar uma criança mas tenho ideia que esses chocolatinhos ou bolachinhas ao lanche poderiam ser-lhes dados em ocasiões especiais porque dessa forma ela ía habituar-se a comer isso só de vez em qd porque pequena ou não, eventualmente comer bolachas todos os dias ao lanche não poderá acontecer! Mas não te preocupes demasiado... não vamos nós reflectitir neles as nossas preocupações com a alimentação! :) beijo enorme de saudades

Marie disse...

Olha, na minha adolescencia eu sofri imenso a tentar comer saudavel e a emagrecer e inclusive tive desturbios alimentares porque a minha mae não me soube dar uma boa alimentação quando eu era criança. Por isso eu sou apologista que os bons hábitos alimentares começam logo desde pequeno, porque todas as minhas amigas cujo as maes "tiravam" a comida quando ja estavam a comer em excesso, quando elas ja eram adultas aprederam a controlarem-se. Eu, em vez disso tive e tenho serios problemas com a comida...

Não te quero afligir, so acho que a boa educaçao (alimentar também) deveria começar desde criança, porque quando ja se é adulto é muito mais difícil...

Isto não significa que não possa comer bolachas ou gelados...tudo moderado como é obvio! :)

Até que enfim lev... disse...

Eu acho q quando for mae vou ter todas as preocupaçoes q tu tens, pq é de pequenino que se deve aprender a comer, e é em pequeno q se formam as células gordas q nos vao acompanhar po resto da vida. nao sejas extremista nem radical, mas tem sim cuidado e preocupaçoes! :)

NewMe disse...

selinho para ti no meu blog :)*

Lilith disse...

eu acho que a tua filha não te dá, por enquanto motivos para achares que estás a falhar. as crianças gostam de comer coisas mais açucaradas, é normal e têm mais apetite à medida que estã a crescer. O que deves fazer não é proibi-la de comer seja o que for, mas sim dar-lhe o exemplo de que as coisas saudáveis também sabem bem, porque tu e o pai também as comem. e, claro, tens toda a razão: a vida no exterior faz toda a diferença e é muito importante para que criem laços e para que toda a energia seja gasta!

força, linda :) beijos

Terence disse...

Eu tenho a certeza k a minha filha tem a melhor Mãe do Mundo, mas tbm não kero k a nossa filha começe já a stressar com o ser ou não forte. É lógico k se a formus educando a comer bem ela mais tarde vai agradecer-nos, principalmente à Mãe k é excelente na educação da nossa filha (nesse aspeto pelo menus) é bem melhor do k eu. E tbm axo normal k nesta idade ela keira as suas bolaxitas, e ha-de mudar e vir outra fase, vais ver meu Amor. Por isso na stresses e toca é a ter mais domingos kumu este k deu para brincar na praia e keimar calorias. Amo-te

Banalidades a qualquer hora disse...

Compreendo a tua preocupação.
É igual á minha.
Mas tem sempre que existir um meio termo.
Dá-lhe as bolachinhas e depois faz com que ela ande de bicicleta, de patins ou de trotinete, desde que se mexa.
Acho que compensa a ingestão de calorias a mais.
Aklém disso estão a crescer e o metabolismo delas é muito acelarado e gasta tudo.
Eu não faço dieta aos meus filhos, apenas os obrigava (sem eles saberem, sem stress) a mexerem-se mais.
;)

Beijos
Elsa

be(e)Free disse...

eu sei que este post é já de há muito tempo, mas acho que posso dar um contributo quanto a este assunto. Tenho quase 18 anos, os meus pais nunca tiveram problemas de peso e eu de peso também não.
Tenho sim uma mãe com uma auto-estima baixissima, que sempre zelou pela minha melhor alimentação e a da minha irmã, uma casa onde só entraram batatas fritas qd eu tinha 6 anos. Eu não comia doces, 4 vezes por semana comia peixe cozido com legumes, tudo grelhado e cuidado. Sempre água e sopa sem batata, fruta boa e não em demasia. Eu nunca comi bolachas ao lanche, a primeira vez que o fiz tinha 14 anos.

Agora posso apresentar-me novamente. Eu sou a Diana, tenho quase 18 anos, peso cerca de 60kg para o meu 1.74m de altura e fui diagnosticada pela psquiara especializada em distúrbios alimentares Dulce Bouça como tendo Binge Eating Disorder. Não sou gorda, nunca fui gorda, sinto-me gorda. Acho que a aquilo que dá à sua filha é bom, mas o melhor é ela nunca ver que a mãe tem um blogue onde fala mt sobre pesos e dietas e que ela nunca perceba que a poe a fazer exercicio porque comeu bolachas. Esse genero de raciocinio é extraordinariamente obsessivo e pode resultar num disturbio alimentar com repercussoes graves na saude mental e fisica da sua filha.

Espero que tenha ajudado.
Diana

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...